Eliane Meireles defende Educação Infantil em período integral para todas as crianças de Mauá

Por Portal Opinião Pública 28/05/2020 - 11:29 hs
Foto: Divulgação
Eliane Meireles defende Educação Infantil em período integral para todas as crianças de Mauá
Eliane Meireles também entende que é preciso garantir vagas em creches

Ex-conselheira tutelar destaca importância do ambiente escolar no desenvolvimento infantil

A pré-candidata a vereadora e ex-conselheira tutelar, Eliane Meireles, demonstra preocupação com a falta de vagas em creche no município. O problema atinge principalmente as famílias em vulnerabilidade social.

Eliane recorda que já presenciou diversas famílias com dificuldade de conseguir matricular as crianças na rede municipal. “Na maioria das vezes, os pais são obrigados a recorrer aos órgãos garantidores de direitos como Conselho Tutelar e Poder Judiciário”.

De acordo com Eliane, a falta de vagas em creche desencadeia diversos problemas sociais. “A criança tende a ficar na rua, desamparada socialmente, sem contar que ela não estará inserida no ambiente escolar, que é importantíssimo para o desenvolvimento. Por isso, acredito que seja extremamente necessário a implantação de um projeto político capaz de abranger crianças de zero a cinco em período integral”.

Atualmente, o ensino integral é disponibilizado apenas para crianças de zero a três anos, quando há comprovação que os pais trabalham o dia todo. Os alunos de quatro e cinco anos, que já estão na pré-escola, estudam apenas meio período. “Defendo a implantação de atividades no contra turno escolar para garantir a permanência dessas crianças na unidade escolar por mais tempo”, disse.

Eliane é pré-candidata pelo PSD, que tem o Juiz João Veríssimo como pré-candidato ao Paço. “A minha escolha foi baseada na capacidade e gestão. O João é uma pessoa preparada e que tem olhar sensível às demandas da educação e na busca por uma cidade mais justa”.

A ex-conselheira reiterou a importância dos três poderes na construção de uma proposta educacional eficiente. “Numa cidade marcada por desigualdades como Mauá garantir o direito à educação é, sem dúvida, uma prioridade e um passo fundamental na consolidação da cidadania.”